MembrosInícioNovatoRegistrar-seConectar-se
CONHEÇA A FAMÍLIA VONGOLDEN

Compartilhe | .
 

 Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Persépholus Snape

Ex- Administrador
avatarEx- Administrador


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Viúvo (a)
Idade : 57
Mensagens : 85

Ficha Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Slytherin
Nível: ★☆☆☆☆

MensagemAssunto: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Sab 9 Ago 2014 - 19:21

CONTROLEDASCRIATURAS


Provavelmente os corredores desse departamento são os maiores, devido ao fato dele tratar de criaturas mágicas. De hora em hora, passa um bruxo carregando um animal estranho, muitas vezes novas espécies que nunca chegam a se reproduzir. Altos, fedorentos e extremamente claros, iluminados por tochas atrás de tochas, os corredores estão interligados formando quatro quarteirões de seções nos seus cruzamentos. De longe da para reparar que este é o maior andar do Ministério, tendo em vista que o interior das seções são exageradamente maiores do que os corredores. Aquele andar formava um verdadeiro mini-bairro. O primeiro quarteirão tem como sede a seção de Divisões de Feras, a parte responsável pelo mal cheiro dos corredores. O teto era tão alto quanto o de uma catedral, sendo o alvo da primeira vista de quem entra. Lá em cima, diversas bolas de fogo iluminam a seção voando de canto à canto e várias criaturas de grande porte flutuam presas dentro de gaiolas super resistentes esperando serem liberadas de suas consultas e/ou registro. As paredes e o chão possuem uma cor de mármore sujo, como se muitas titicas de aves tivessem coberto tudo. Nem todos os funcionários possuem salas ou compartimentos particulares, só os mais importantes possuem espaço único, localizados colados nas duas paredes aos lados da grande e engraçada porta dupla redonda. No final do local, um grande compartimento é considerado a sala dos funcionários mais novos e de cargos baixos. Este compartimento é bem simples, possui mesas, cadeiras e uma lareira. O segundo quarteirão é o Bureau para a Prevenção de Pestes, o menor dos quatro. Parece um hospício, pois todas as paredes, teto e chão são brancos.

Percebe-se que o teto é baixo por conta dos lustres avermelhados que chamam a atenção. Nessa seção trabalham poucos funcionários, por isso há poucas salas, divididas por um pequeno corredor no centro do local. O material utilizado fica guardado nas salas dos funcionários em armários super protegidos por feitiços executados por eles mesmos, assim como as pragas guardadas para estudos ficam presas em uma espécie de cofre no fim do corredor no centro da seção. O terceiro quarteirão, atrás do primeiro, é a sede da seção de Seres e Espíritos, o lugar mais medonho daquele departamento. Ao chegar perto, dá para sentir a energia que ronda o quarteirão, uma energia estranha que dá calafrios. Os funcionários não sentem nada, já estão acostumados de tanto tempo que passam lá dentro, onde a concentração de energia é maior. Não possui compartimentos para os funcionários, as suas mesas e cadeiras ficam espalhadas pelo local. O teto não é visível, no seu lugar vários panos escuros cobrem toda a seção, muitos deles com símbolos e escritas antigas. Em várias partes do local, o chão é coberto por círculos mágicos, pentagramas em pé e invertidos, objetos estranhos, velas, livros e outras coisas aleatórias. No fundo do local, uma grande estante de livros esconde um compartimento onde são aprisionados seres desconhecidos e ofensivos até o momento em que será exterminado.

Por último, a quarta seção, o Escritório Ligado aos Duendes, localizado atrás do segundo quarteirão. Dito por muitos como a seção mais chata e que mais precisa de paciência. O espaço confortável para seus empregados parece mais uma ampla recepção de hotéis caros. A cor marfim escuro das mesas contrasta com o claro do teto que possui uma iluminação própria. Cada funcionário tem sua espécie de recepção, uma grande mesa com diversas gavetas de tamanhos variados. O local também não possui compartimentos particulares, todas as mesas, exceto a do chefe da seção que é maior e fica no fundo do local, são iguais.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 17:21

CLASSIFICAÇÃODASCRIATURAS


Atualmente a criação de alguns animais mágicos é permitida, desde que este tenha os cuidados necessários para a sua sobrevivência. Desde modo, os bruxos são submetidos a uma avaliação (ficha) para que o Ministério se certifique de sua aptidão para cuidar das criaturas. Além disso, uma fiscalização é feita mensalmente* com a finalidade de saber se a criatura está sendo bem tratada.
Os animais são classificados de "X" a "XXXXX" e "Y".

Clasificação X: Tedioso.

Classificação XX: Inofensivo / pode ser domesticado

Classificação XXX: Bruxo competente pode enfrentar.

Classificação XXXX: Perigoso / exige conhecimento especializado / bruxo perito pode enfrentar.

Classificação XXXXX: Mata Bruxos / impossível treinar ou domesticar.

Nota: Há algumas criaturas, que embora sejam inofensivas, entram em uma categoria chamada "Classificação Especial" ou "Y". Isto ocorre por serem animais raros e que necessitam de cuidado especial. Apenas um bruxo qualificado tem permissão de possuir tal criatura. Além de possuírem um número limitado, para se ter mais delas, deve-se ser justificado em trama e passará por aprovação da administração; será observado o tempo de experiência do player no fórum.

*As regras de avatares se aplicam às criaturas. Deve-se postar com ela a cada 60 dias para usuários comuns e 90 aos que possuírem RG bruxo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 17:26

FICHAELFODOMESTICO


A aquisição de elfos domésticos é permitida apenas às famílias registradas. Para estas, basta apenas o chefe da família enviar uma MP para Dimitri Sokolov Chase, com o assunto [ELFO DOMÉSTICO]. Toda família, devidamente registrada, tem direito a um elfo doméstico.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 17:28


Classificação XX



Classificação Criatura/Animal Descrição
XX
Agoureiro
→ O Augurey (agoureiro) é nativo da Grã-Bretanha e da Irlanda, embora por vezes seja encontrado em outros países do norte europeu. Pássaro magro e de aspecto tristonho, que lembra um abutre pequeno e malnutrido, o agoureiro é preto-esverdeado. É extremamente tímido, faz ninhos em moitas espinhosas, come grandes insetos e fadas, só voa sob a chuva pesada e, no restante do tempo, fica escondido em seu ninho em feitio de lágrimas.
O agoureiro tem um canto baixo e soluçante característico, que antigamente se acreditava anunciar a morte. Os bruxos evitavam os ninhos de agoureiro com medo de ouvir esse som de partir o coração, e acredita-se que mais de um bruxo sofreu um ataque cardíaco ao passar por uma moira e ouvir o lamento de um agoureiro escondido. Com o tempo, porém, pesquisas pacientes revelaram que esse pássaro simplesmente anuncia a aproximação da chuva. Desde então, ele entrou na moda como barômetro caseiro, embora haja quem ache difícil aturar seu lamento contínuo durante os meses de inverno. As penas do agoureiro não servem para fazer canetas porque repelem a tinta.
XX
Fada
→ A fada é um animal pequeno e decorativo mas de pouca inteligência (os trouxas têm uma grande fraqueza por fadas que aparecem em uma variedade de contos escritos para suas crianças. Esses “contos de fadas” falam de seres alados com personalidades distintas e com a capacidade de conversar como humanos (embora na maioria das vezes de forma tão sentimental que dá náuseas). As fadas, conforme são imaginadas pelos trouxas, habitam casinhas minúsculas em corolas de flores, cogumelos ocos e coisas semelhantes. Na maioria das vezes são desenhadas com uma varinha na mão. De todos os animais mágicos, pode-se dizer que as fadas têm recebido a melhor cobertura da imprensa trouxa. É usada ou conjurada com freqüência pelos bruxos para servir de enfeite na decoração e, em geral, habita as matas e os alagadiços. A fada varia de dois centímetros e meio a doze centímetros e meio de altura, tem corpo, cabeça e ombros minúsculos e humanoides, mas também grandes asas como as de um inseto que podem ser transparentes ou multicoloridas conforme sua espécie. A fada é dotada de fraco poder mágico que ela usa para deter predadores tais como o agoureiro. Tem uma natureza rixenta mas, sendo excessivamente vaidosa, torna-se dócil sempre que é chamada a servir de ornamento. Apesar de sua aparência humana, a fada não fala. Usa um zumbido agudo para se comunicar com suas companheiras. A espécie põe cinquenta ovos de cada vez no verso das folhas. Deles nascem larvas vivamente coloridas. De seis a dez dias depois elas se transformam em casulos, dos quais saem, um mês mais tarde, adultos alados inteiramente formados.
XX
Gnomo
→ O gnomo é uma praga comum em jardins, e é encontrado por toda a Europa e América do Norte. Pode atingir até trinta centímetros de altura, tem uma cabeça desproporcionalmente grande e dura e pés ossudos. Para expulsá-los do jardim é preciso girar o animal no alto até deixá-lo tonto e arremessá-lo por cima do muro. Como alternativa pode-se usar um furanzão, embora hoje em dia muitos bruxos achem esse método de controle de gnomos demasiado brutal.
XX
Oraqui-Oralá
→ O oraqui-oralá teve origem na ilha Maurícia. Esta ave roliça, de penas fofas e incapaz de voar, se destaca pelo seu método de fugir do perigo. Ele desaparece em meio a uma nuvem de penas e reaparece em outro lugar (a fênix tem essa mesma capacidade).
O interessante é que no passado os trouxas conheciam perfeitamente a existência do oraqui-oralá, embora lhe dessem o nome de "dodo". Por não perceberem que a ave podia desaparecer quando queria, os trouxas acreditaram que tivessem provocado a extinção da espécie por caçá-la em demasia. Uma vez que tal crença parece ter despertado a consciência trouxa para os perigos de matar outras criaturas indiscriminadamente, a Confederação Internacional dos Bruxos sempre achou prudente não informar aos trouxas que o oraqui-oralá continuava a existir.
XX
Pufoso
→ O pufoso é encontrado no mundo inteiro. De forma esférica, coberto por pêlos macios cor de caramelo, é uma criatura dócil que não se importa de ser afagado ou atirado para todo lado. É fácil de cuidar e emite um zumbido quando está satisfeito. A intervalos, ele estica para fora uma língua longa, fina e rosada que serpeia pela casa em busca de comida. O pufoso come qualquer coisa desde sobras de comida até aranhas, mas revela preferência especial por enfiar a língua no nariz dos bruxos adormecidos e comer as melecas que encontra. Essa tendência tornou-o muito querido pelas crianças bruxas há várias gerações, e ele continua sendo um bichinho de estimação muito popular.
XX
Tronquilho
→ O bowtruckle (tronquilho) é uma criatura que guarda árvores, encontrável principalmente no oeste na Inglaterra, sul da Alemanha e certas florestas da Escandinávia. É dificílimo de localizar por ser pequeno (no máximo vinte centímetros de altura) e aparentemente formado por tronco e gravetos com dois olhinhos castanhos.
O tronquilho, que se alimenta de insetos, é uma criatura pacífica e extremamente tímida, mas se a árvore em que ele vive é ameaçada, há quem diga que ele salta sobre o lenhador ou sobre o cirurgião-florestal que está tentando danificar sua habitação e fura os olhos deles com seus dedos longos e afiados. Oferecer  bichos-de-conta aos tronquilhos acalma por tempo suficiente para uma bruxa ou bruxo retirar madeira de sua árvore para fabricação de uma varinha.
XX
Vampiro
→ O ghoul (vampiro), embora feio não é uma criatura particularmente perigosa. Parece um ogro escorregadio e dentuço, em geral, habita os sótãos ou os celeiros de propriedades de bruxos onde come aranhas e mariposas. Ele geme e de vez em quando atira objetos pela habitação, mas é em essência um simplório que, na pior das hipóteses, rosna assustadoramente para todos com quem se depara. Existe uma Força-Tarefa para vampiros no Departamento de Regulamentação e Controle de Criaturas Mágicas que se encarrega de removê-los das habitações que passam ás mãos de trouxas, mas nas famílias bruxas o vampiro muitas vezes é assunto de conversa ou até bicho de estimação.

w w w . h o g w a r t s . c o m . b r
Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 17:30


Classificação XXX




Classificação Criatura/Animal Descrição
XXX
Amasso
→ O kneazle (amasso) foi originalmente criado na Grã-Bretanha, embora seja atualmente exportado para todo o mundo. Um pequeno felinóide com pelo pintado ou malhado, grandes orelhas e o rabo igual ao de leão, o amasso é inteligente, independente e, por vezes, agressivo, embora quando se afeiçoa a um bruxo ou bruxa ele se torne um excelente bichinho de estimação. O amasso tem uma capacidade excepcional de detectar pessoas suspeitas ou indesejáveis, e seu dono pode confiar que o animal o levará a salvo até a casa se ele se perder. É preciso tirar licença para se ter um animal desses porque eles têm uma aparência diferente o bastante para atrair o interesse dos trouxas.
XXX
Crupe
→ O crupe é originário do sudeste da Inglaterra e é muito parecido com um terrier, exceto pelo rabo bifurcado. É quase certo que seja um cão criado por magia porque é muito leal aos bruxos e feroz com os trouxas. É um grande comedor de refugo, ingere qualquer coisa desde gnomos a pneus velhos. A licença para se ter um crupe pode ser obtida no Departamento para Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas após uma simples exame para comprovar que o bruxo interessado é capaz de controlar o animal nas áreas habitadas por trouxas. O dono é também obrigado por lei a cortar o rabo dele, com um Feitiço de Corte indolor, entre a Sexta e a oitava semana de vida para que o crupe não chame a atenção dos trouxas.
XXX
Diabrete
→ O pixie (diabrete) é encontrado principalmente na Cornualha, uma região inglesa. De cor azul-elétrico, medindo até vinte centímetros de altura e muito travesso, ele gosta de pregar peças e fazer brincadeiras de mau gosto de todo o tipo. Embora não seja dotado de asas, é capaz de voar e sabe-se que pode agarrar humanos incautos pelas orelhas e levá-los para o topo de árvores e edifícios de grande altura. O diabrete fala uma algaravia aguda que só é compreendida pelos seus iguais. Este animal gera seus filhotes.
XXX
Fiuum
→ O fwooper (fiuum) é uma ave africana com plumagem extremamente colorida; pode ser laranja, rosa, verde-clara ou amarela. Há muitos anos o fiuum fornece penas para canetas de luxo bem como põe ovos com desenhos em cores vivas. A princípio prazeroso, o canto desta ave acaba levando quem o escuta à loucura, por isso ela é vendida com um Feitiço Silenciador que exige reforço mensa. Seus donos precisam tirar uma licença para tê-la pois a ave deve ser cuidada com responsabilidade.
XXX
Furanzão
→ O furanzão é encontrado na Grã-Bretanha, Irlanda e América do Norte. Assemelha-se a um furão de grande porte na maioria das espécies, exceto pelo fato de que é capaz de falar. Uma conversa propriamente dita, porém, ultrapassa a capacidade do furanzão, que tende a se limitar a frases cursas (e, em geral, grosseiras) ditas num fluxo contínuo. Ele vive principalmente sob a terra onde persegue gnomos, mas também se alimenta de toupeiras, ratos e outros roedores.
XXX
Hipocampo
→ Originário da Grécia, o hipocampo tem a cabeça e os quartos dianteiros de cavalo e o rabo e os quartos traseiros de um peixe gigante. Embora encontráveis comumente no mar Mediterrâneo, um esplêndido espécime ruão azul  foi capturado por sereianos ao lado da Escócia em 1949 e por eles domesticados. O hipocampo pões ovos grandes e semi-transparentes, através dos quais se pode ver o filhote em formação.
XXX
Hipogrifo
→ O hipogrifo é nativo da Europa, embora seja atualmente conhecido no mundo inteiro. Tem a cabeça de uma enorme águia e o corpo de cavalo. Pode ser domesticado, embora isso só deva ser tentado por peritos. Deve-se manter contato visual ao se avizinhar de um hipogrifo. Fazer uma reverência demonstra boas intenções. Se o hipogrifo retribuir a reverência, será seguro se aproximar.
O hipogrifo escava o chão à procura de insetos, mas como igualmente aves e pequenos mamíferos. Em época de acasalamento, esse animal constrói um ninho no chão e ali deposita um único ovo, grande e frágil, que choca em vinte e quatro horas. O filhote de hipogrifo estará pronto para voar uma semana depois, embora ainda vá levar meses para poder acompanhar seus pais em viagens mais longas.
XXX
Leprechau
→ Mais inteligente do que uma fada e menos malicioso do que o diabinho, o diabrete ou a fada mordente, ainda assim o leprechaun, que é um duende Irlandês, atinge até um metro e meio de altura e sua cor é verde. Sabe-se que é capaz de criar roupas rústicas com folhas. É a única das "pequenas criaturas" dotada de fala, embora nunca tenha solicitado sua reclassificação como "ser". O leprechaun gera seus filhotes e habita principalmente as matas e áreas silvestres. Eles gostam de atrair a atenção de trouxas e, em consequência, aparece com tanta frequência quanto a fada na literatura infantil de língua inglesa. O duende irlandês produz uma substância que parece ouro mas desaparece após algumas horas para o seu grande divertimento. Alimenta-se de folhas e, apesar de ter reputação de pregar peças, nunca se soube que tivesse prejudicado um humano de modo permanente.
XXX
Pelúcio
→ O niffler (pelúcio) é um animal britânico. Fofo, preto, de focinho longo, essa criatura que faz tocas subterrâneas tem predileção por tudo que brilha. Ele é muitas vezes criado por duendes para cavar as profundezas da terra em busca de tesouros. Embora este animal seja manso e até capaz de se afeiçoar, é muito destrutivo e jamais deve ser mantido dentro de casa. Ele vive em covas que podem atingir seis metros de profundidade e tem de seis a oito filhotes em cada ninhada.
XXX
Pocotó
→ O porlock (pocotó) é um guardião de cavalos encontrável em Dorset, uma região da Inglaterra, e no sul da Irlanda. Tem o corpo coberto por uma pelagem comprida e, na cabeça, uma maçaroca de pelos duros além de uum nariz excepcionalmente grande. Sua pata são cascos fendidos. Seus braços são pequenos e terminam em quatro dedos curtos e grossos. Quando adultos, atingem cerca de sessenta centímetros de altura e se alimentam de capim.
O pocotó é acanhado e vive para proteger os cavalos. Ele pode ser encontrado escondido no meio do feno dos estábulos ou então se escondendo no meio da manada. Os pocotós desconfiam dos humanos e sempre se afastam quando eles se aproximam.

w w w . h o g w a r t s . c o m . b r
Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 17:32


Classificação XXXX



Classificação Criatura/Animal Descrição
XXXX
Esfinge
→ A esfinge egípcia tem cabeça humana e corpo de leão. Há mais de mil anos ela é usada pelos bruxos e bruxas para guardar tesouros e seus esconderijos secretos. Inteligentíssimo, esse animal tem prazer em inventar charadas e quebra-cabeças. Em geral, a esfinge só se torna perigosa quando aquilo que está guardando é ameaçado.
XXXX
Grifo
→ O grifo é originário da Grécia e tem as pernas dianteiras e uma grande cabeça de águia, mas o corpo e as pernas traseiras de leão. Tal como as esfinges, os grifos são com frequência empregados pelos bruxos para guardar tesouros. E embora ele seja feroz, sabe-se de bruxos que têm feito amizade com esse animal. Os grifos se alimentam de carne crua.
XXXX
Seminviso
→ O seminviso é encontrado no Extremo Oriente, embora não seja fácil localizá-lo, porque pode se tornar invisível quando ameaçado. Disto decorre que só pode ser visto por bruxos treinados para a sua captura.
O seminviso é um animal herbívoro e pacífico, cuja aparência lembra a de um gracioso macaco com grandes olhos negros e tristes, em geral escondidos sob os pelos da cabeça. O corpo inteiro é coberto por pelos longos, finos e sedosos. Essa pelagem é muito valorizada porque seus fios podem ser usados para tecer capas da invisibilidade.
XXXX
Sereiano
→ Os merpeople (sereianos) existem em todo o mundo, embora variem de aparência como os humanos. Seus hábitos e costumes permanecem tão misteriosos quanto os do centauro, embora os bruxos que aprendam o serêiaco nos falem de comunidades excepcionalmente organizadas, cujo tamanho varia conforme a localização, havendo algumas habitações muito bem construídas. Do mesmo modo que os centauros, os sereianos abriram mão da condição de "seres" em favor da de "animais".
Os sereianos mais antigos de que se tem registro são conhecidos pelo nome de sereias (Grécia) e é nas águas mais tépidas que encontramos as belas sereias descritas na literatura trouxa e representadas em suas pinturas. Os selkies da Escócia e os merrows da Irlanda são menos belos, mas revelam o mesmo amor à música comum a todos os sereianos.

w w w . h o g w a r t s . c o m . b r
Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 17:33


Classificação Especial



Classificação Criatura/Animal Descrição
Y
Lobasso
→ O lobasso é como um Amasso na versão Lobo. São permitidos e considerados criaturas mágicas. Essa espécie descende de lobisomens, tão inteligente quanto um amasso e mansos. Endêmicos das florestas de Hogwarts. Normalmente não são capturados, se aproximam e se afeiçoam aos seus companheiros.
XXXX
Unicórnio
→ O unicórnio é um belo animal encontrado nas florestas do norte europeu. Quando adulto é um cavalo branco-puro, dotado de um chifre, embora seus potrinhos nasçam dourados e se tornem prateados antes de atingir a maturidade. O chifre, o sangue e o pelo do unicórnio tem propriedade excepcionalmente mágicas. Em geral ele evita contatos com humanos, deixa mais facilmente uma bruxa do que um bruxo se aproximar dele e tem patas tão ágeis que torna difícil sua captura.

w w w . h o g w a r t s . c o m . b r
Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 17:59

CONTROLECRIATURASMAGICAS



Legenda:
*Essas criaturas não contam como número de exigência por off; sujeito à perda caso entre em desuso, seguindo as regras.
** Animal permitido apenas a bruxos adultos com extremo conhecimento sobre o animal.
*** Apenas para famílias registradas.


Classificação X

Elfo doméstico (Ilimitado)***
Ian Rousseau Charpenttier*

Classificação XX

Agoureiro (00/02)
-

Fada (02/05)
Merida Lauren Chase* P RG
Stephanie Kim Grondahl*

Gnomo (00/03)***
-


Oraqui-Oralá (00/02)
-


Pufoso (03/04)
Athena Le Vasseur*
Cristal Sokolov Chase*
Merida Lauren Chase P RG
Freya Nikolaevich*
Catherin Collins V. Pylae*



Tronquilho (01/02)
Alek Gravil Miroslav* RG
Magnus Alexander Vourhees*
 Yawley Loopziak*
Edlyn Regnëischk*



Vampiro (00/02)***


Bezerro Apaixonado


Duvessa Oyá Aatonescu
Alberta Von Castellan

-


Classificação XXX
Amasso (03/04)
Aeryn Vlakyk Dragunov*
Anthony James Lowry* P*
Lilyane Collins V. Pylae*
Viktoria Vallet Vongolden*
Hyrion Cronos Pylae*



Crupe (02/03)
Aeryn Vlakyk Dragunov*
Saori Yuu Aizen*
Tris Bennet Chase*
Icarus Eliades Vlakyk*
Dimitri Sokolov Chase*
Mihaela Dahra Antonescu*
Castiel St. Nikolaevich*


Diabrete (04/05)
Ariana Ginevra Potter
Archie Neville Longbottom
Bailey Luna Lovegood
Louise C. Stackhouse*


Fiuum (00/02)
-

Furanzão (02/03)
Camren Antonescu*
Elizabeth Rose Malfoy e Julian Draco Malfoy
Brian J. Dashwood*

Hipocampo (00/02)**
-

Hipogrifo (00/02)**
-

Leprechaun (00/03)***
-

Pelúcio (01/01)
Cherry T. Thompson* 
Yelaskis Leoni Antonescu*


Pocotó (00/01)***
-

Classificação XXXX


Testrálio


Família Antonescu

Esfinge (00/01)***


Grifo (01/02)*** 

Família Targaryen


Seminviso (00/01)**


Sereianos (00/02)***


Classe Especial

Lobasso (00/01)**

Unicórnio (00/01)**




Última edição por Helena Vendramini Pylae em Ter 9 Fev 2016 - 14:58, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Helena Vendramini Pylae

Ministério da Magia
avatarMinistério da Magia


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Casado
Idade : 37
Mensagens : 28

MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   Seg 29 Dez 2014 - 18:14

FICHAPARACRIATURAS



Ficha -  Classificação XX
Nome em OFF(completo):
WhatsApp:
Com que frequência acessa o RPG?
Tem outras contas? Quais? Liste todas.
Livros lidos:

Nome em ON (completo):
Sangue:
Casa ou cargo:

Qual a criatura escolhida e por quê?
Como ela pode ajudar na trama de sua e de sua família?
Como você encontrou/ganhou essa criatura? (mínimo 10 linhas de word)
Faça um post interagindo a criatura em seu habitat em sua casa. (mínimo 25 linhas de word)

_____________________________________

Ficha -  Classificação XXX
Nome em OFF(completo):
WhatsApp:
Com que frequência acessa o RPG?
Tem outras contas? Quais? Liste todas.
Livros lidos:

Nome em ON (completo):
Sangue:
Casa ou cargo:

Qual a criatura escolhida e por quê?
Como ela pode ajudar em sua trama?
Como você encontrou/ganhou essa criatura? (mínimo 10 linhas de word)
Qual a sua preparação teórica e prática para criar esse animal? (Isso é em on, então fale sobre o que sabe, como estudou sobre ela, se já trabalhou com ela e coisas do tipo)
Faça um post interagindo com a sua criatura, mostrando o seu habitat, a sua alimentação e coisas do tipo. (mínimo 30 linhas de word)

_____________________________________

Ficha -  Classificação XXXX
Nome em OFF(completo):
WhatsApp:
Com que frequência acessa o RPG?
Tem outras contas? Quais? Liste todas.
Livros lidos:

Nome em ON (completo):
Sangue:
Casa ou cargo:

Qual a criatura escolhida e por quê?
Como ela pode ajudar em sua trama e de sua família?
Como você encontrou/ganhou essa criatura? (mínimo 15 linhas de word)
Quem será o bruxo responsável por cuidar dessa criatura?
Qual é preparação teórica e prática deste bruxo para criar esse animal?(Isso é em on, então fale sobre o que sabe, como estudou sobre ela, se já trabalhou com ela e coisas do tipo)
Faça um post interagindo com a sua criatura, mostrando o seu habitat, a sua alimentação e coisas do tipo.(mínimo 30 linhas de word)

_____________________________________

Ficha Especial
Nome em OFF(completo):
WhatsApp:
Tem outras contas? Quais? Liste todas.
Com que frequência acessa o RPG?
Livros lidos:

Nome em ON (completo):
Sangue:
Cargo:

Por que deseja ter uma criatura de classe especial?
Como ele pode ajudar em sua trama?
Como você encontrou/ganhou essa criatura? (mínimo 15 linhas de word)
Qual é preparação teórica e prática deste bruxo para criar esse animal?(Isso é em on, então fale sobre o que sabe, como estudou sobre ela, se já trabalhou com ela e coisas do tipo)
Onde ele ficará?
Faça um post interagindo com a sua criatura, mostrando o seu habitat, a sua alimentação, a personalidade do animal e coisas do tipo. (mínimo 40 linhas)


OBS.: Em casos de se obter uma mesma criatura para toda a família, o chefe da mesma deve preencher a ficha com as devidas informações e cada membro que vai obter, deve enviar seu post ao chefe e o mesmo o adicionará na ficha.


Quem desejar a criatura, enviar MP com as resposta da ficha para Dimitri Sokolov Chase e colocar no assunto [CRIATURA MÁGICA], caso não tenha essa identificação, a ficha não será lida.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Quarto Nível - Controle das Criaturas Mágicas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Regulamentação e Controle de Criaturas Mágicas
» Criaturas Mágicas
» Implantação de controle de logins por IP
» Pirâmides Mágicas
» Quarto de Hiccup

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Hogs :: Ministério da Magia-