MembrosInícioNovatoRegistrar-seConectar-se
CONHEÇA A FAMÍLIA VONGOLDEN

Compartilhe | .
 

 Astronomy Party

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Lexa Aka Antonescu

Castelobruxo - Mulans
avatarCastelobruxo - Mulans


Zodíaco Bruxo : Sereiano
Coração : Bissexual
Relacionamento : Amizade colorida
Idade : 16
Mensagens : 18

Ficha Escolar
Ano Escolar: 5º Ano
Casa: Mulans
Nível: ★★★☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qua 26 Abr 2017 - 2:21


Just shake it let's dance...

Eram luzes brilhantes que encantavam a entrada e anunciava a chegada de cada um que ali passava - indus - foi minha escolha, como sempre seria. Lena sorria tão interessada nas coisas a sua volta, que me parecia interessada demais, mais do que deveria, pelo menos para algo que não seja eu. Ciumes? Não cabe a mim sentir algo tão, ârghh, mundano, ora Kailexa, não seria pecado algum, mas por que ela tinha que soltar aquele olhar interessado para todo tipo de bunda?__"Ahhhhhh tchim"__ Dei um pulo perdida em meus devaneios, e Lena parecia desconcertada, o que me fez abrir aquele sorriso largo, dando um toque de ombros no dela__ Olha quem está ali__ Meu olhar se afiava quase como um olhar de raposa, já eram puxados o suficiente, mas quando encaravam uma presa, se tornavam ainda mais afiados__ Keelinha__Balancei os ombros em um rebolado arteiro e prendi a ponta da lingua entre os dentes, acompanhando o caminhar da Boitigus, aquele caminhar felino que ela sempre tem, requebrando o quadril lateralmente, com as pernas em passos lentos e alerta, ela tinha o verdadeiro caminhar felino, seus pés quase não tocavam o chão, e se não fosse aquele sorriso - oh, que sorriso - poderia dizer que a onça estaria caçando.

__Eu, linda? Será que o suficiente para um felino não procurar outros coelhos?__ Cala a boca__É, você entendeu, me de essa bebida aqui__ Me calei quase que forçado, enfiando o copo na boca, engolindo descompassadamente enquanto orava aos Deuses para que ela levasse na brincadeira. A bebida tinha gosto de infância - jaz aqui uma adulta - estalava na lingua, como aquelas balinhas trouxas, poderia ficar um bom tempo apreciando, mas a troca de olhares da Lena com aquela baixinha Hoguiana, me deixou de olhos novamente afiados__Qual é, ela nem é seu tipo__Franzi a testa e tentei parecer natural, como... Bem, como uma Lexa é. Uma garota loira devorava cupcakes como se não houvesse o amanha, e talvez fosse o que eu devesse também fazer, ou quem sabe me deliciar um pouco com Nássera ali no outro canto, hoje eu estou insaciável -
só hoje? - Mas meus olhos foram de encontro ao Thonynho e Emy, o que me fez correr até os dois, enlaçando Thony pelo pescoço, antes de depositar um beijo em seu maxilar__Como assim vocês não me esperaram?__ Forcei um bico prendendo um sorriso sapeca e dei a volta no garoto, fincando meu olhar na selva, onde uma raposa é sim, ousada o suficiente para se meter entre uma onça e um leão.

Fui até a mesa de bebidas e demonstrei interesse naquelas mágicas, que todos sempre se arrependem de beber, o que me parecia sem sentido. Tentei não encarar a garota comendo cupcakes, talvez fosse mal educado, mas ela se fazia viva, ao vivo e ao som estéreo do seu mastigar. Peguei duas bebidas e entrei no campo de visão da minha prima, logo erguendo uma das bebidas em seu rosto__Acho que o depois já chegou__A encarei desafiadora e sorri virando o liquido goela abaixo. O sabor era, hum... via Lácteo.

△LYL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coruja

Administrador
avatarAdministrador


Zodíaco Bruxo : Unicórnio
Idade : 71
Mensagens : 1725

Ficha Escolar
Ano Escolar:
Casa:
Nível: ★☆☆☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qua 26 Abr 2017 - 2:21

O membro 'Lexa Aka Antonescu' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Bebida' : 6
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hogsmeade.com.br
Cassidy Howk Vendramini

Slytherin
avatarSlytherin


Zodíaco Bruxo : Sereiano
Coração : Não definido
Relacionamento : Solteiro (a)
Idade : 14
Mensagens : 21

Ficha Escolar
Ano Escolar: 2º Ano
Casa: Slytherin
Nível: ★☆☆☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qua 26 Abr 2017 - 17:21


Galassie
Look at you kids, you know you're the coolest
The world is yours and you can't refuse it
Seen so much, you could get the blues
But that don't mean that you should abuse it
Cassidy está saboreando ácidos morangos banhados em açúcar cristalino enquanto lê avidamente um livro sobre Poções feitas na Oceania. O roupão de seda cinzento é macio, tanto que Cassidy não tem a mínima pressa de aparecer na festa astronômica. 
Depois de um cigarro - Aproveitando-se do dormitório vazio - e de um aceno breve com a varinha para espantar o cheiro de nicotina, Cassidy analisou as peças de roupa em sua cama, passando os dedos delicadamente no tecido do vestido, como se o cumprimentasse. Afugentando qualquer dúvida, arrumou-se prontamente para a ocasião, como uma Howk-Vendramini faria. Com capricho, maquiou-se e colocou as mais belas jóias. Por mais força do hábito que qualquer outra coisa, pegou sua adaga negra e colocou-a atarracada em uma bainha em sua coxa, acima das meias 3/4 de um negro transparente e com rendas. Analisou-se no espelho, vaidosa. 
O vestido de alças até as panturrilhas possuía um tecido semelhante ao caos galáctico, exibindo as cores hematomas de nebulosas ou os brilhos cândidos de distantes estrelas. As luvas negras estavam dispostas até os cotovelos e seus sapatos eram scarpins escuros e elegantes. Os cabelos de Cassidy estavam soltos, abaixo de sua cintura, com alguns cachos moldados. Ela estava encantadora e misteriosa, como lhe convém. 
Puxou o tecido do vestido lentamente para cima, exibindo a adaga de brilho fosco. Ao seu lado, colocou a varinha, sua eterna companheira. Desceu o vestido e alisou-o, tirando possíveis vincos. Caminhou para fora do dormitório. 
*
Quando chegou na festa, ela já estava sendo desfrutada por algumas pessoas. Reconheceu alguns veteranos - A Le Vasseur monitora e bonita como mil galeões, as  irmãs Chase muitíssimo escocesas, a McCartney malandra e uma loura perigosa - e alguns desconhecidos de outras escolas - Uma loura altíssima de cabelos platinados, um garoto de fios cobre bastante sorridente, uma garota latina e uma de olhos nipônicos -, além de uma Sonserina primeiranista e de expressão maliciosa, perto da mesa de bebidas. Nenhum sinal de seu irmão Matteo ou de Evening. Cassidy estava, portanto, muito solitária. Enquanto divagava sobre tudo isto, uma explosão de luzes brilhantes lhe deixou desnorteada. 
- Dio Mio! - Reconheceu a figura da Bússola, a constelação que escolhera naquela noite. - Oh... - Os organizadores da festa possuíam uma criatividade imensa. Os seus lábios rubros se repuxaram em um sorriso. A Bússola seguiu caminho.  Cassidy seguiu o seu. 
Uma música de aspecto nostálgico tocava. Cassidy sentiu-se embalada pela voz macia da cantora, seus quadris bamboleando ao melódico. Segurou um copo de bebida cor de cereja como se portasse um planeta em mãos, com as pálpebras fechadas. A Sonserina ainda escutou, ao longe, um aviso de cuidado para com aquelas bebidas. Mas, por estar sozinha e entediada, apesar da beleza obscura daquela festa, virou metade da bebida em sua boca, saboreando o açucarado... E mais alguma coisa intrigante. 
Talvez fosse o efeito denso da bebida, talvez fosse a tarde imersa em sonhos lúdicos, talvez fosse a calmaria ao abrir os olhos e fitar as janelas do dormitório, que não mostravam de maneira alguma o céu da Inglaterra, mas o fundo do lado negro com as algas esverdeadas e os ocasionais peixes-gato de olhos brilhantes, talvez fosse o seu signo do zodíaco... Mas Cassidy sentiu - aquele grito mudo - e o seu pulso correr mais depressa que o vento veloz na relva verde. O que diabos haviam colocado em tal bebida? Seus olhos se abriram subitamente, verdes e chamativos. Ela sentia uma brutal e incontrolável vontade de atacar alguém - Não com socos estralados em narizes, não com chutes violentos em joelhos ou facas afiadas entre costelas - com os lábios sedentos, com a saliva mélica ensopada e as mãos enfiadas em cabelos. 
Como uma caçadora, apertou os olhos, virou o líquido na garganta, ajustou os cachos em sua cabeça e caminhou decidida em direção a alguma pessoa. Tudo estava embaçado, formas indistintas, brilhantes luzes cintilando em sua volta. Cassidy conseguia enxergar carpas, explosões lilases e verdes, um par de olhos... E mais nada. Ela mal conseguia respirar, muitíssimo faminta, Cassidy espremeu sua boca contra a de alguém, aprofundando o beijo sem que a outra esboçasse qualquer reação. Alguma voz, no fundo de sua mente, lhe avisara do quanto aquilo era imprudente. Maldita bebida cor de cereja. Bendito beijo encharcado de tal bebida. Maldita forma de começar uma noite.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anthony James Lowry

Castelobruxo - Sacisus
avatarCastelobruxo - Sacisus


Zodíaco Bruxo : Ramora
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Solteiro (a)
Idade : 17
Mensagens : 132

Ficha Escolar
Ano Escolar: 5º Ano
Casa: Sacisus
Nível: ★★☆☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qua 26 Abr 2017 - 18:38

Hey Man! I'm Alive
Like I ain`t got nothing but this roll of the dice.
Anthony estava querendo, desejando, salivando por uma daquelas bebidas. O garoto avançou gigando ao som do Reed, sempre na sua e sempre cheio de speed até à mesa, esfregando a mãos de deleite agarrou o maior copo que conseguiu encontrar.
Ao dar meia volta notou que a festa estava mais cheia, pela pedicure do saci da onde brota tanta gente? Mas os seus belos olhos logo notaram Emily que parecia procurar alguém.
-Elas não estão no meu bolso.-Sorriu.- As meninas não vieram com você? Eu achei que bem...não se preocupe está comigo é a mesma coisa que estar com o ...a....Darth Vacas, não ele era do mal...o Luke Secailker.
Enquanto isso Tony embarcou num prodigiosa viagem para uma galáxia que ficava far far away, explicando a Emily a trama da Guerra das Estrelas, claro que trocando nome de personagens e fatos importantes como por exemplo Mestre Yoda que na versão Antoniana era bisavô do Chewbacca. Mas a chegada das primas Antonescu desviou Tony da parte em Amidala casa ilegalmente com Obi-Wan Kentrobi.
-Mas você demoraram.....eita, que tá calor né não?- Comentou quando Lexa o beijou no maxilar, ele retribuiu beijando a garota um pouquinho perto do lábios.- Vocês matam o papai viu. Emily pára de olhar para os outros caras, que falta de desrespeito para comigo
Lexa se afastou e Anthony correu os olhos pela festa, procurando encontrar Tris no meio daquela gente, mas como Tony se distrai nas vitrines a garota poderia estar na frente dele que o sacisus nem ia notar. Mas prodigiosamente ele notou uma garota ruiva que parecia meio perdida na festa, ela pretencia à sua tribo disso ele tinha certeza. Murmurando algo como "vou ali mas não sei se volto" para Emily, ele avançou até a ruivinha.
-Olá olá, você é da minha tribo não é? Dos Sacisus?.- Ele sorriu mexendo o canudinho da bebida intocada.- Você é a Karla, Kamila, Kláudia, Kelly, Karoline, Karen...já sei Klotide?- Tony piscou com a toda a certeza que acertou no nome, ele apenas lembrava que começava com K.- Está gostando da festa? Pode vir com a gente somos todos doi..digo legais, vem conhecer galera nova.
Esperando não parecer muito louco ele bebeu finalmente o líquido pelo qual tanto ansiava.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Coruja

Administrador
avatarAdministrador


Zodíaco Bruxo : Unicórnio
Idade : 71
Mensagens : 1725

Ficha Escolar
Ano Escolar:
Casa:
Nível: ★☆☆☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qua 26 Abr 2017 - 18:38

O membro 'Anthony James Lowry' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Bebida' : 5
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hogsmeade.com.br
Kolman Drãj Flannagáin

Castelobruxo - Apoemos
avatarCastelobruxo - Apoemos


Zodíaco Bruxo : Hipocampo
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Namorando
Idade : 16
Mensagens : 41

Ficha Escolar
Ano Escolar: 6º Ano
Casa: Ravenclaw
Nível: ★★★☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qui 27 Abr 2017 - 4:26

Fuga
para os meus pensamentos

Apressei-me com os meus últimos preparativos para a fantasia. Vesti o elmo em meu rosto com classe, ostentando o peso da peça de ouro, uma réplica muito fiel à de Perseu que os livros insistiam em retratar. A fantasia consistia, na região torácica e abaixo, de uma armadura de aspecto romano com um tecido vermelho que parecia uma saia que seguia até pouco acima de meus joelhos. Inspirei profundamente, enchendo meus pulmões de ar, e então suspirei, liberando esse mesmo ar de uma só vez. 

Só me faltava um único detalhe... A espada! Transfigurei a varinha em uma para unir o útil ao agradável. E só então agarrei à minha chave de portal e fui transportado imediatamente com aquela estranha sensação de fisgada em meu umbigo e através de um portal, ou o que pareceu mais buraco negro, até o local onde a festa se dava. 

Logo que cheguei arregalei os olhos quando a constelação de Perseu, presente no salão, ergueu-se com uma cabeça dependurada nas mãos e, quando o que seria o cabelo dessa cabeça começou a serpentear logo choveram pontos brilhantes em todo o local, divertindo-me. Sobretudo, não me demorei, avaliando brevemente e decoração da festa, cumprimentando àqueles de quem me lembrava de meu tempo em Hogwarts e indo direto ao encontro de minha irmã, antecipadamente, para posteriormente procurar pela loira que não seria muito difícil de encontrar... 

Demorei-me pouco tempo antes de me deparar com madeixa ruivas esvoaçantes de um brilho de um tom único; Keela! E estava tão lindo como sempre fora, embora tivesse os olhos um tanto... Difícil dizer. 

Perdida, princesa? - Questionei à suas costas e selei sua bochecha. 

É bom que esteja aqui hoje. Quero que conheça alguém! - Minha irmã, como sempre, trazia aquela expressão desconfiada, mas eu, realmente interessado, insisti em levá-la comigo. — Por acaso não viu a Asteca por aí?

A festa estava particularmente cheia. Como era de se esperar, haviam alunos de todas as escolas e alguns rostos eram até conhecidos, ou reconhecidos, penso eu. Sorri a alguns transeuntes e segui, com Keela junto de mim em direção a onde apontavam os olhares deslumbrados de garotos e garotas, encontrando-a de pronto. 

Senhorita Le Vasseur? - Questionei com decoro e senti meu rosto corar diante do — quão linda... - ela estava. 

Esperei por sua atenção e que ela tivesse melhores recordações ao meu respeito do que meu último ano na escola com ela... Talvez todas as nossas cartas trocadas e o clima romântico que vinha nascendo entre nós tivesse diminuído um pouco a atenção... 
Funebribus
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kazimir M. Vourhees

Ravenclaw
avatarRavenclaw


Zodíaco Bruxo : Unicórnio
Coração : Bissexual
Relacionamento : Solteiro (a)
Idade : 23
Mensagens : 41

Ficha Escolar
Ano Escolar: 3º Ano
Casa: Ravenclaw
Nível: ★☆☆☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qui 27 Abr 2017 - 20:02


A ESTRELA

que se apagou
H
á sempre aquele pequeno resquício de esperança que tudo que está fora do lugar um dia irá se acertar e com Kazimir não era diferente. O rapaz estava lutando com todas as suas forças para que tudo voltasse ao normal e aos poucos iam mesmo se ajeitando e aquela festa "astrológica" podia ser a sua chance de recuperar sua vida agitada de antes e o primeiro passo que precisava tomar era encontrar-se com Eugene - se tivesse recebido o bilhete dado ao professor Yawley Loopziak.

Agarrou a primeira regata branca que estava em sua frente e jogou aquela camisa de botões jeans na cintura de modo que cobria quase todo seu quadril. Deslizou os dedos por entre os cabelos e os ouriçou e quando estavam completamente "despojados" saiu do quarto e se encontrou com alguns colegas de casa para juntos seguirem para a festa.

Para sua surpresa a festa parecia estar mais animada do que o esperado e dali os rapazes dedicaram sua atenção ao que lhes era apraz e Kazimir focava sua visão em qualquer cabeceira loura que pudesse ver, pois era seu objetivo naquela festa provar os lábios daquela bela e intrigante criatura e por mais que a situação o deixasse um tanto desconfortável, resolveu respirar fundo e se concentrar para não se lembrar do ocorrido na última festa em que havia participado. Seus pais insistiram diversas vezes para que ele saísse com sua prima Azazel, mas o rapaz não parecia pronto para enfrentar seus medos ainda, porém, naquela noite seus medos não passavam de pequenos grãos e areias que sendo esmagados pelas solas de seus pés que caminhavam fixamente em direção a mesa de bebidas. Para se soltar um pouco mais era preciso um pouco mais de álcool em seu organizo e não exitou em virar duas pequenas doses que estavam sobre a bancada e deixou a expressão de seu rosto mostrar o quão fortes elas estavam queimando sua garganta enquanto desciam corpo à baixo.

Uau, estão liberando esse tipo de bebida aqui ou batizaram isso?

Comentou para um de seus colegas, mas não o que gostaria que estivesse ali. Alexander estava atrasado e nem se quer respondia seus sms's, será que havia acontecido alguma coisa? Bom, o jeito era esperar.

As música eram animados e calmas ao mesmo tempo deixando o rapaz completamente satisfeito com o que ouvia, pois eram realmente o estilo que costumava escutar em suas noites em claro enquanto buscava o sono em cada canto escuro de seu quarto e sempre que se sentia sozinho daquele jeito agarrava o colar que havia ganhado de sua avó e o colocava no pescoço e milagrosamente o sono aparecia de forma singela pesando suas pálpebras lentamente até que as abrisse aliviado no dia seguinte e por isso, em uma tentativa de se acalmar e sentir protegido, puxo o mesmo de dentro de seu bolso e o depositou em torno de seu pescoço e naquele momento perdeu o foco central de segundos anteriores e seguiu para o meio da pista.






BANE  ϟ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Coruja

Administrador
avatarAdministrador


Zodíaco Bruxo : Unicórnio
Idade : 71
Mensagens : 1725

Ficha Escolar
Ano Escolar:
Casa:
Nível: ★☆☆☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qui 27 Abr 2017 - 20:02

O membro 'Kazimir M. Vourhees' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Bebida' : 6
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://hogsmeade.com.br
Eugene Loopziak

Ravenclaw
avatarRavenclaw


Coração : Indeciso (a)
Relacionamento : Solteiro (a)
Mensagens : 34

Ficha Escolar
Ano Escolar: 1º Ano
Casa:
Nível: ★☆☆☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Qui 27 Abr 2017 - 22:39



de um réu confesso
O crime perfeito
Contrariando a todas as expectativas de minhas irmãs - que, devo dizer, estão muito mudadas de um tempo pra cá! - Estou impecavelmente belo e vestido com simplicidade. Minhas mãos desceram rentes ao desenho de minha silhueta esbelta e esguia no meu vestido leve, de cores cinza-azuladas e folgado, preso à altura acima de minha cintura por um pequeno cinto escuro de fivela dourada, que contrastava com o colar de mesmo tom que eu usava. Por sob o vestido usava uma calça de pano fino, justa; a cor era preta.

Em meus cabelos mantive o penteado liso habitual, que, naquela noite em especial, traziam um brilho diferente influenciado por aquela noite enluarada. Eu sorri ao me aperceber desse brilho e logo que saí disposto a seguir para a festa, já no salão comunal, encontrei-me com Reas assentada junto a mesinha de doces, que, assim que me viu, começou a disparar contra mim de boca cheia e tudo.

Guarde um pouquinho pra festa, tá? - Cutuquei-a na barriga depois de estar suficientemente próximo e então saímos junto, com uma troca de elogios que durou até nos encontrarmos com Frais, a nossa irmã mais velha, que pela cara parecia ter nos esperado por séculos que não lhe foram nada amigos!

Frais, querida, pensei que você fosse à festa!

Minha boca naquele momento trazia um biquinho oval de quem lida com uma surpresa, enquanto meus olhos analíticos desciam por suas curvas finas naquele vestidinho meio medíocre. Pobre da minha irmã! Nunca seriam tão boa na seleção de tecidos quanto o era ao manusear um arco e flechas, mas um pouquinho de...

Quero que você esteja linda. - Ergui a varinha. - Por hoje serei sua fada madrinha!

Um reparozinho aqui, um toque com a varinha ali, e considerei que estava pronta. No fim o trabalho nem fora tanto, o vestido, na verdade, era até bonito. Só precisava de um pouco mais de vida e, por sorte, de pequenos aparatos em modelitos com magia eu bem que entendia!

Me lembrem de trazer quitutes pra Phantom. Ela não ficou nada feliz em não poder me acompanhar.

Seguimos os três até a festa e, assim que chegamos, notei pessoas que conhecíamos, outras nem tanto. Reas já parecia apaixonada pela mesa de comidas, mas eu penso sinceramente que é um amor platônico, ela só não pode descobrir! Olha só aquelas ondinhas na barriga! Frais, por sua vez, não tinha o seu público alvo preferido ali, afinal:

As diretoras não vieram, maninha. - Segurei o riso. - Que pena. - Acrescentei, irônico.

Logo em seguida fui me afastando lentamente, olhando pelos derredores para ver se o encontrava! Kazimir... Desde o último evento eu não o havia visto mais. Sentia uma certa vontade de falar com ele, mas por ele vir de uma família mais tradicional e influente, a imprensa cobriu todo o ocorrido com ele mesmo durante toda a sua fase de internação e tratamento das sequelas após o sequestro.

Algo que também me intrigava tanto quanto era sobre aquele dia no 3 vassouras... A alteração no humor de minhas irmãs, ou mesmo no meu... Mas para elas isso era natural, não é? NÃO É? Elas assim mal humoradas mesmo! Mas são minhas irmãs, e...

Parei de frente pra mesa de bebidas e olhei para as paredes, vendo os pontinhos que formavam as constelações se moverem com graça e explodirem em suas manifestações de pontos brilhantes, quando avistei seu rosto vindo de um ponto onde ele era refletido; cabelos castanhos que pareciam acordar prontos para a próxima diversão; os olhos de uma provocação inocente, sedenta; e aquele seu corpanzil bem trabalhado com os peitorais largos e...

Ei, será que a gente podia conversar ali a sós, moça?

Ouvi de forma longínqua.

Desaparece daqui!

Gritei.

Talvez mais alto do que eu deveria, pois o autor da pergunta já se afastava num estranho estado de transe, trôpego, enquanto as demais pessoas pareciam ter se assustado com o que houve e agora, após alguns segundos, voltavam às suas atividades anteriores e... OH, ROWENA DAS RAVINAS! ALI VEM ELE!

Aja naturalmente, aja naturalmente... CLICK. Estalou-me uma ideia! Quer saber? As pessoas estranhamente pareciam vir obedecendo aos meus comandos... E essa era a oportunidade perfeita para deixar alguém que eu desejava ter por perto a minha mercê.



@ink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tris Bennet Chase

Monitores Gryffindor
avatarMonitores Gryffindor


Zodíaco Bruxo : Centauro
Coração : Heterossexual
Relacionamento : Amizade colorida
Idade : 18
Mensagens : 281

Ficha Escolar
Ano Escolar: 7º Ano
Casa: Gryffindor
Nível: ★★★☆☆

MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   Sex 28 Abr 2017 - 18:43

Na torre de astronomia,

Capítulo IV - Uma festa nas estrelas



Há alguns dias atrás, Tris acompanhava o treino de Merida com sua animagia como sempre. A caçula parecia deveras entusiasmada, ainda mais que o de costume. Suspeitando que essa agitação não fosse coisa da sua disciplinada personalidade a leoa perguntou em um ronronar para o pequeno panda vermelho que a seguia o porquê de tanta animação.
Merida tomou a frente da leoa ficando sobre as duas curtas patinhas fofas de trás, e conto-lhe a ideia de vender profecias para alguns alunos, talvez o seu olhar tenha parecido surpreso e feroz porque a caçula desatou a explicar como aquilo poderia ser bom para os alunos e como ela poderia enfim ser respeitada, fora claro os galeões que sobrariam para as irmãs,  e tudo mais. Tris no entanto apenas encarou a irmã por instantes e a abocanhou, carregando-a para o circulo de pedra.
Desde o natal Tris voltara a desfilar sua forma animaga pelo castelo, ainda sentia as marcas da festa de Hallowen em sua imagem ou nos corações de cada aluno das grandes escolas, mas como sempre, Tris já não estava se importando com as opiniões alheias. O que importava era que o ministério não era tão fácil de se enganar e que ela tinha um dever a cumprir enquanto aparentava ser só uma aluna com grande potencial, deveras estressada com acusações falsas e NIEM’s chegando.
Foi até o pátio de  do relógio, um ótimo lugar para ficar de bobeira e debater assuntos sem importância - ou muito importantes se você for um animago anipata que usa um anel oclumente falando com outro animago – o pátio estava quase vazio a não ser por alguns alunos do terceiro ano que jogavam xadrez bruxo e um intercambista da castelo que ensinava dois alunos do segundo e um do primeiro um curioso jogo com bolinhas de vidro dentro de um círculo. Um pouco afastava desses grupos a leoa elevou  uma espécie de banco de pedra –mais especificamente uma elevação quadrada- onde colocou a panda para que ficasse na altura de seus olhos.
-Posso saber de onde você tirou essa ideia maluca de traficar profecias? – Perguntou Tris encarando os olhos da panda, não aceitaria interferência alguma naquela conversa. Merida pareceu não estar surpresa e argumentou novamente e com toda a firmeza e teimosia digna de uma elementista terra. A leoa andou de um lado para outro um pouco impaciente.
-Você sabe o quão duvidosa é a área da adivinhação? E quão graves são as consequências?-  questionou a leoa.
-Não diria isso para a Tia Madeleine, a avó da Shay tem um dom Tris! Podemos ajudar as pessoas evitar que o que aconteceu na festa aconteça de novo!
A leoa parou com uma pata no ar. Profecias, influenciam muito as pessoas. Verdadeiras ou não. Tris estava prestes a se formar e deixar a caçula sozinha naquele castelo – com seguidores nas trevas ocultos em uniformes inocentes – Dar suporte a caçula para criar um “trafico de influencia” não só ajudaria Tris como manteria Meri segura em sua futura ausência.
Merida percebendo que estava prestes a convencer a caçula lembrou-a de uma das lições que merida ouvia de sua família desde de muito jovem.
-“Filhote, quando seus bigodes forem crescidos, lembre-se que é um caçador ...”
-“...vá na frente e pegue sua própria comida.” – Completou tris voltando-se novamente a caçula, se sentando, a sua imponente forma animaga refletia seus estado de espirito muito bem. Ronronava, estava feliz por enfim ter uma forma de proteger sua preciosa irmãzinha.
Merida não pode ficar muito tempo mais como animaga, Tris esperou ela voltar a sua forma humana para irem dar uma volta pelo castelo, o pretexto de Tris era tentar esfriar a cabeça – bom pretexto, 11 entre 10  grifinos afirmavam que ela era puro stress e ansiedade ultimamente – Tris relembrava irmã o que os livros de história contavam sobre a primeira guerra bruxa e como Voldemort acabou escolhendo o seu fim ao acreditar em uma profecia. Nas entre linhas explicando o quão serio era o que a caça trufas pretendia fazer.
-Wow... Somos a máfia então.
-A Máfia – “fazendo a icônica carete “not bad” – Adorei.
Alguns dias depois Tris terminava alguns estudos de poções quando tardiamente se lembrou que haveria uma festa na Torre de Astronmia.  “Santo Merlin é hoje?” Disse largando a pipeta sobre a bancada olhando o calendário, marcado com um vermelho gritante “PARTTYYYY”
-Por Godric-  Tris olhou seu reflexo espelhado na prateleira de ingredientes, estava bem... exatamente com a aparência de quem passou as últimas horas estudando poções e esquecera de arrumar o cabelo.  – Acho que tenho umas cinco horas até a festa ainda. Dá pra fazer alguma coisa! –Tris se apressou em guardar tudo, colocou alguns benzoares no bolso- afinal nunca se sabe, depois de tudo o que aconteceu nas festas tudo é possível.-
-Professora Pylae, eu vou indo, esqueci da festa de hoje a noite e ainda vou me arrumar. Peguei alguns benzoares para continuar meu estudo sobre antídotos ok? É uma área que confesso que ainda não compreendo muito bem. – a mentira pareceu colar bem, a grifina se despediu e tratou de correr para tomar um banho no quinto andar e se arrumar, agora faltavam apenas três horas e quarenta minutos para a festa.
A comunal estava uma bagunça de meninos e meninas se arrumando, o efeito de toda festa com alunos de todas as escolas reunida. Após um belo banho no banheiro dos monitores, Tris abriu o malão e ... bom, absolutamente nada para vestir. Os poucos vestidos que levara para Hogwarts estavam amarrotados e bem.. não eram bem do tema galáxia. Procurou mais no malão e achou uma Blusa que Miri havia lhe dado em seu aniversário – UM MOLETOM DE GALAXIA! Melhor  ainda, uma galáxia em tons de vermelho, porque não abandonaria jamais as cores de sua casa. Tris sorriu largamente e se vestiu, calça preta moletom de galáxia, Demorou um tempo para arrumar o cabelo – com alguns detalhes cintilantes para que lembrassem estrelas no cabelo castanho solto, usou um feitiço simples para fazer a galáxia em seu moletom parecer se mover. E... Voalá! Estava pronta para encontrar Merida em frente de sua comunal, ou quase, faltava o anel oclumente, Tris não o tirava em nenhum momento, por isso o anel precisava ser limpo, limpou-o e colocou-o devolta de forma estratégica, como se fosse um anel de compromisso, tudo para que le não chamsse a atenção para o que realmente era. Tris estava finalmente pronta a uma hora da festa. Deixara Milu e Ghost patrulharem as áreas que ainda tinham acesso em Hogwarts, era uma pena não poder levar Milu, especialmente porque o pequeno crupe seria incrivelmente útil e adorável.
Fazer o quê, foi de encontro a caçula.
Merida estava incrível, mas nada comentou sobre como a irmã se produzira, as irmãs Chase eram assim, conheciam bem uma a outra e respeitavam cada caraterística. Uma das peculiaridades de Tris era bem como o trecho de uma música: “se eu vou assim não vou trocar de roupa é minha lei” A caça trufas também parecia incrivelmente preocupada com a “estreia da máfia” o que arrancou um sorriso da grifina, talvez tivesse feito terrorismo demais com a caçula.
-Relaxe, nessa festa aconselho a só. o observar os potenciais clientes. Diga as meninas para irem com calma, sorriem e acenem, sabe come é né? – disse isso bem baixo para a caçula e riu  – E dará tudo certo.
Logo as duas começaram a falar de Miri, nas férias elas conheceram o tal namordo auror dela. Tris conhecia pouco o Barrowby, mas até onde sabia se tratava de uma ótima pessoa. Daria todo apoio ao casal. Alias toda a situação fez Tris lembrar que não contara as irmãs ou a Babuska o que fizera no ultimo fim de semana
-Espero que o papai aceite logo o fato que estamos quase voando do ninho – Brincou ela- E espero que ele não surte muito quando ver o Alek em casa – tris jogou a frase no ar e sorriu ao ver a reação da irmã. Ali não era hora ou lugar para discutir seu estado civil, mas certamente suas irmãs seriam as primeiras a saber, em alguma mesinha de bar com uma boa cerveja amanteigada em mãos. Merida obviamente pediu por detalhes mas sabendo oquão reservada a grifina era com sua relação amorosa preferiu mudar de assunto em tom de brincadeira, perguntando sobre Ghost e Milu. – Elementar minha cara, eu não me perdoaria se não continuasse a manter a vigilância. As duas entraram na festa e a musica preencheu os ouvidos da grifina, como sempre a play escolhida estava ótima, a decoração impecável e a mesa de comidas um arraso.
Tris inclinou ligeiramente a cabeça encarando a mesa bem posta. Toda aquela organização, comidas... Lembrou a ela: ELFOS!
Sua alegria durou pouco, logo Charlotte começou a falar – justo, a ideia de fazer uma festa com as grandes escolas logo após um atentado tinha que ser dela. – tris não havia se esquecido do tapa e muito menos no quanto aquela garota lembrava a ela os salões de Iofur Raknison. Percebeu um pouco tarde que havia esquentado os arredores com todo aquele pensamento negativo, disfarçou conjurando uma pequena chama colorida que mandou para o alto, inofensiva. Como um pequeno cometa no início dá festa. Agora  restava aguardar as demais mafiosas, enquanto esperavam. Tris viu Kazimir, já recuperado fisicamente, mas não psicologicamente, dá última festa. Reparou que o rapaz as vezes passava a mão ligeiramente sobre peito, de forma inconsciente. Aquilo deixou o lado protetor de Tris alerta, se a tão suspeita Charlotte idealizara a festa era bom ficar alerta. Pegou uma bebida apenas pelo lado social, não iria beber nessa festa, muito menos algo que não vira ser preparado ou esteve sobre sua vigilância – era a noite em que ficaria com fome mas não comeria nada.
Então viu Anthony e um grupo de alunas dá CasteloBruxo, Thony estava aproveitando a festa é orbitando em torno de alguns alunos -efeito de alguma bebida podia apostar – Tris riu se divertindo e olhando então para Lena... Havia conhecido a animaga tupiniquim na festa de Natal do Central Park, parecia ser uma cliente em potencial e, quem sabe no futuro, uma aliada. Se não se enganava havia uma profecia para a garota, e infelizmente ela estava com lua, a menina também fora raptada na outra festa e desde então, andava apavorada e especialmente com medo de Tris. A Grifina sentia um misto de coisas em relação a isso: culpa por não conseguir proteger a menina, raiva de Lua por ela acreditar que Tris realmente a machucaria e duvidar dá grifina e também uma dose de empatia a fazia não ficar um tanto indignada e tratar de ser um pouco delicada com a garota. Foi até a menina gentilmente indicou a brasileira.
- Conheço sim.... E você Meri trate de fazer novos amigos. – foi então que Tris viu Annastasia Loopziak ao longe. Ela havia herdado a seriedade de sua chefe, Tris tinha certeza disso. A grifina suspeitava que isso talvez tivesse um bom peso por conta dá nova lei, que proibira os animais em locais cheios de alunos. Era como negar aos Loopziak estar com irmãos.
Tris ainda não havia feito as pazes com os Loopziak de fato, ao lembrar-se disso, acreditou que seria melhor falar com a mais velha dos irmãos. Ela tinha sido a primeira a atacar a grifina em defesa dos irmãos talvez uma conversa com ela resolvesse tudo não?
No caminho até a jovem de vestido laranja passou por Anthony .
-E aí como vai Thony? Promovido a planeta? –Tris brincou com o amigo de pouca memoria, aparentemente ele nem se lembrou que se viram na festa de natal, mas tinha que lhe dar um desconto. Graças a bebida ele precisava ficar orbitando em volta das pessoas e ele logo se afastou atraído por outras gravidades. Tris riu e olhou para o lado das amigas de Thony percebeu que Lexa parecia um pouco aborrecida com Lena, ciúmes? Tris riu levemente, esperava não ter causado aquilo, afinal já tinha o seu par mesmo que ele não estivesse ali, lembrar disso a fez ficar com saudade de Alek, ele obviamente não podia ir a festa uma vez que não era mais um aluno regular de Durmstrang. Tentou se lembrar do quanto estava feliz por ele enfim estar livre daquele lugar para que não ficasse chateada. Prometeu a si mesma que iria visita-lo no dia seguinte para passar um bom tempo nos braços fortes do Stark. –
-Voltando a galáxia aonde acontecia a festa, Tris finalmente chegou ao encontro da mais velha dos Loopziak, ergueuseu copo em um gesto amistoso.
- Saude! Bem.. embora eu não recomende os drinks, na ultima festa estavam todos encantados, não espero algo bom dessa vez. – riu levemente, não era um bom começo – Fico feliz que você e seus irmãos tenham saído bem daquele inferno. Espero que não tenhamos ficado com nenhum ressentimento afinal entendo bem o seu lado. - Tris apontou a direção de Meri que conversava com Shay- Se alguém se metesse com Meri eu também ficaria irada. Quanto a mim espero que entenda que devo tentar manter a imagem da minha escola e de minha casa. Embora.... – Tris tirara da veste uma pequena garrafinha com refrigerante e deu um gole – eu reconheço que fui um pouco bruta. Mas nisso não somos assim tão diferentes também. Nós duas lutamos por quem amamos naquela noite, vocês e os lobassos foram heróis. Ainda não creio no que o ministério criou aquela lei idiota.
Assim que terminou de falar isso, jogou seu drink discretamente em um vaso de planta que ficou instantaneamente azul.
-Eita, era aquela da cor dos planetas... ainda bem que não tomei com a minha altura eu seria o Smurf da festa. Eu particularmente prefiro ser a Anã Vermelha. 


off: Peço perdão pela ausência das rotineiras legendas, mas infelizmente hoje não posso faze-las.


BY: LYL
<
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meio-a-meio-meio-sangue.tumblr.com
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Astronomy Party   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Astronomy Party

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

 Tópicos similares

-
» Como colocar um NPC na party?
» Happy July 4th - Party - Julho 2013 - Dionisio's Cabaret
» Script de Coordenadas e tirar button Party
» Birthday Party - Moulin Rouge
» [Pedido] Teleporte com informação para Party

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Hogs :: Astronomy Party-